Acessibilidade

A + A A -
Sexta-feira, 11 17:47

Condomínios populares passam a ter acompanhamento social

SOCIAL Foto: Alexandre Costa SOCIAL

A convivência em condomínios residenciais requer um envolvimento dos moradores lembrando que há direitos, obrigações e regras a serem cumpridas. Por isso é preciso manter um comportamento, postura e bons modos para facilitar o convívio entre os moradores.

 

Nesta sexta-feira, 11 de agosto, a Prefeitura de São Leopoldo, através da Secretaria Municipal de Habitação (Semhab) e Caixa Federal firmaram um contrato de trabalho técnico social junto aos empreendimentos populares de São Leopoldo. Estão contemplados inicialmente os residenciais Mauá I, Mauá II, Duque de Caxias, Cerâmica, Creta e Malta. Através deste convênio a Cooperativa de Trabalho Interdisciplinar dos Profissionais da Área Social LTDA (Coopas) atuará para estimular o convívio e noções de direitos e deveres por meio de oficinas e atividades em grupo. De acordo com dados da Secretaria de Habitação, 3 mil pessoas residem nos empreendimentos populares de São Leopoldo.

 

O prefeito Ary Vanazzi referendou o compromisso do atual governo com a moradia digna. “As regras de convivência e bem-estar estabelecem uma condição que é nova para quem é beneficiário dos programas habitacionais populares. As pessoas se tornam proprietárias de um pedaço de um todo e são responsáveis direta e indiretamente pelo local. Isso possibilita mais qualidade de vida e cria laços para que cada um ajude a cuidar de todos”, destacou o prefeito.

 

A representante do residencial Mauá 1, Tatiane Viana, destacou que o trabalho social vai auxiliar os síndicos e síndicas na melhoria das condições de convivência entre os moradores. “Esperávamos desde 2015 por este projeto. É um desafio já que para muitos é um novo processo de relacionamento”, afirmou

 

“Nossa ideia é que o morador tenha uma relação de pertencimento e de cuidado com o espaço onde vive. Por isso, desde o início do ano são realizadas reuniões mensais com os síndicos. Entre as demandas apontadas por eles está a dificuldade de convívio”, ressaltou Spolaor.

 

Também participaram do ato a vice-prefeita, Paulete Souto; a vereadora Ana Affonso (PT); os vereadores Dudu Moraes (PT) e Fabiano Haubert (PDT); o superintendente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Jairo manfro; a presidenta da Cooperativa de Trabalho Interdisciplinar dos Profissionais da Área Social LTDA (Coopas), Isabel Hartnmann, e a representante do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), Karina Camilo.

[Rodrigo Machado – MTb 14.433 | Decom/PMSL]  

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 10h às 16h