Acessibilidade

A + A A -
Quinta-feira, 08 de Março de 2018 16:59

Mais de 1,4 mil cirurgias eletivas anunciadas no Dia da Mulher

Cirurgias Eletivas Cirurgias Eletivas

Para atender a uma demanda represada desde 2014, a Prefeitura encaminhará nos próximos meses 1.431 intervenções cirúrgicas em pacientes do SUS. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, 8 de março, pelo prefeito Ary Vanazzi e pelo deputado federal Dionilso Marcon – autor da emenda parlamentar que proveu a maior parte dos recursos para as cirurgias. O valor de R$ 1 milhão repassado por Marcon se soma aos R$ 250 mil da emenda parlamentar da deputada federal Maria do Rosário e aos R$ 172 mil de uma portaria do Ministério da Saúde. O total alcança R$ 1,420 milhão destinados a fazer andar a fila de cirurgias eletivas.

As ações foram divididas em três etapas. A primeira abrange 450 cirurgias de histerectomia (retirada de útero) e colecistectomia (retirada da vesícula). Estão previstas 8 cirurgias diárias de segunda a sábado, no Hospital Centenário, a partir do dia 19 de março.


Num segundo momento, a partir de abril, serão feitas 355 cirurgias de catarata e 499 cirurgias ambulatoriais de escleroterapia, que trata das varizes.


Na terceira fase, a Secretaria da Saúde de São Leopoldo oferecerá outras 127 intervenções de retirada de útero e de vesícula no Centro Médico Capilé, a partir do final de maio.


“O debate político deve ser materializado em ações concretas. É isso que estamos fazendo aqui. Demoramos 5 meses para liberar essas cirurgias. Se fosse para dar dinheiro a um banco, seria rápido. Para fazer um bem ao povo, leva meses de burocracia, amarras e atraso”, disparou o prefeito Ary Vanazzi em pronunciamento no ato de lançamento do mutirão de cirurgias.


O prefeito também criticou a falta de repasses do Estado e da União. “O drama da saúde está diretamente ligado à situação nacional, ao congelamento de 20 anos do orçamento federal, da falta de repasses do Estado para o Hospital Centenário (HC) e UPA Scharlau”, enumerou. Por fim, o prefeito agradeceu o apoio dos parlamentares e afirmou que, graças a esse trabalho, a fila de espera na cidade será reduzida, no mínimo, em 70%.


De acordo com o secretário de Saúde de São Leopoldo, Ricardo Charão, trata-se de demandas antiga, inclusive da gestão anterior, que serão colocadas em dia. “O recurso é fruto de uma decisão da administração de unir esforços da Secretaria de Saúde com o Hospital Centenário para melhor atender as necessidades da população”, ressaltou. 


A maior parte das cirurgias anunciadas serão destinadas ao público feminino: quase 500 para varizes e 111 na região do útero. Vanazzi salientou que o Dia Internacional da Mulher é um símbolo de luta que não deve se perder no resto do ano e enalteceu o trabalho da gestora Quelen da Silva na presidência da Fundação Hospital Centenário.


Na solenidade, as vereadoras Iara Cardoso e Ana Affonso representaram o Legislativo Municipal. A assessora Raquel Wieland falou em nome da Secretaria de Políticas para Mulheres (Sepom) sobre as desigualdades ainda existentes. “Basta ter uma crise para que as mulheres sejam as primeiras afetadas. Na Saúde, motivo pelo qual nos reunimos hoje, temos muitos casos de violência obstétrica. Muitas mulheres morrem no parto, morrem por descaso. As pautas são inúmeras. Por isso consideramos o 8 de março um dia de luta”, destacou.  Participaram da cerimônia vereadores, secretários, servidores e integrantes do Conselho Municipal de saúde. A assessora Iradi de Brito representou a deputada Maria do Rosário.

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 9h às 14h