Acessibilidade

A + A A -
Segunda-feira, 13 de Março de 2017 17:46

SMED busca alternativa para evitar falta de merendeiras nas escolas

Pais e alunos da Escola Paulo Couto foram à Prefeitura pedir a permanência dos serviços

SMED Foto: Romeu Finato SMED

A Secretaria Municipal de Educação (SMED), de São Leopoldo, deve definir nesta semana a contratação de uma empresa terceirizada para o serviço de merendeira. De acordo com o chefe de gabinete da SMED, Dilceu Witzke, as escolas de educação infantil (EMEIs) são as mais afetadas porque os alimentos são manipulados e servidos quentes. ''Temos 77 merendeiras concursadas no município, estamos fazendo o possível para que não haja falta de profissionais''.

Pais e alunos da Escola Municipal Paulo Couto, no Parque Mauá, foram recebidos na prefeitura nesta segunda-feira, 13 de março, pelos secretários Diego Specht, da Ouvidoria, e Janaina Fernandes, do Orçamento Participativo. A comitiva solicitou a permanência dos serviços terceirizados de merenda e limpeza,

Por conta das dívidas herdadas da gestão anterior, o atual governo tenta renegociar os contratos das empresas encarregadas pelos serviços . “Não completamos três meses de governo mas estamos colocando a cidade em ordem', garantiu Diego Specht. Precisamos da participação constante da comunidade no apontamento de demandas”, acrescentou Janaína. Os pais aproveitaram para solicitar melhorias na rede elétrica e a contratação de quatro professores de Educação Infantil.

 

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 9h às 14h