Acessibilidade

A + A A -
Sexta-feira, 03 de Março de 2017 11:44

Sarau cultural abre a programação do Mês da Mulher em São Leopoldo

Diversos eventos serão promovidos pela Secretaria de Políticas para Mulheres

Abertura do Mês da Mulher Foto: Charles Dias Abertura do Mês da Mulher
O Largo da Prefeitura foi palco no final da tarde de quinta-feira, 2 de março, das diversas atrações do Sarau Cultural de abertura da programação de atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher, lembrado em 8 de março, e que se estenderá ao longo de todo o mês.
A ação desenvolvida pela Secretaria de Políticas para Mulheres (Sepom) chamou a atenção para a violência contra a mulher, a desigualdade e a busca por direitos. No ato de lançamento do Mês da Mulher, a secretária de Políticas para Mulheres de São Leopoldo, Joseli Fátima Troian, lembrou da importância da reflexão para a data. “É um momento importante para rememorarmos as lutas históricas, diárias e refletirmos sobre as lutas que ainda estão por vir. Queremos trazer o Poder Público para perto das mulheres, escutar suas necessidades e identificar as demandas. As mulheres são 52% da população de São Leopoldo, porém os espaços de poder e decisão que ocupamos ainda é a minoritário. Por isso, é necessário mudar as estruturas”, disse.
Convidada do evento, a deputada estadual Manuela D´Ávila (PCdoB) parabenizou o governo de São Leopoldo por, em tempo de cortes, manter pastas que trabalham pela valorização, responsabilidade e direitos absolutos como a Secretaria de Políticas para Mulheres. “Nossa luta pode ser embasada com arte e com a ocupação de espaços públicos para protegermos umas às outras'', afirmou Manuela.
A vice-prefeita Paulete Souto destacou que a cidade, com a programação do Mês da Mulher, torna-se referência na luta pela equidade de gênero: “Queremos ser a cidade da resistência, da transformação e dos direitos iguais. Pela primeira vez São Leopoldo elegeu uma mulher vice-prefeita. Somos um marco nessa caminhada para uma proposta avançada e uma sociedade digna''. O prefeito Ary Vanazzi definiu o momento como mais um passo na conquista e garantia de direitos. ''A política para as mulheres deve fazer parte do governo, é preciso enfrentar esse debate. Temos de ter opinião e posicionamento para sermos um governo capaz de recuperar o sonho e a esperança das pessoas'', afirmou Vanazzi. O prefeito disse também que vai trabalhar para que São Leopoldo, finalmente, tenha uma Delegacia da Mulher: ''Quem sabe no próximo ano estejamos cumprimentando aqui uma delegada da Mulher''.
Público aprovou iniciativa
Cerca de 500 pessoas acompanharam as apresentações de dança e música do Sarau de Lançamento do Mês da Mulher. Com chimarrão, cadeiras de praia, homens, jovens, crianças e mulheres de todas as idades assistiram às atrações. Para a dona de casa, Juraci Veigas, 56 anos, a iniciativa traz esperança para as mulheres. ''Não trabalho fora, mas sei que tudo é mais difícil para todas. Tomara que as coisas mudem'', disse. Já a estudante Jéssica Trindade Piva, 24 anos, aprovou a iniciativa: ''É muito bom ver pessoas trabalhando pelos nossos direitos e com cultura parece que tudo fica mais leve''.
 
 
Programação segue nesta sexta-feira
 
3 DE MARÇO
14h - Palestra “Uma mulher chamada Jacobina” - Prof. Martin Dreher
*Pré-lançamento do livro “A religião de Jacobina”
Local: Salão Nobre da Secretaria de Educação
(Praça Tiradentes, 119 - Centro )
18h - Debate “Os efeitos da Reforma da Previdência Social na vida da mulher”- Com Senador Paulo Paim e Dep. Federal Dionilso Marcon
Local: Plenário da Câmara de Vereadores de São Leopoldo
(Rua Independência, 66 - Centro)
 
Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 9h às 14h