Acessibilidade

A + A A -
Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2020 18:02 - Limpeza Urbana

Semurb apresenta resultado das ações de limpeza pública em 2020

 

Mesmo que o ano de 2020 tenha sido atípico por conta da situação de isolamento social a Prefeitura de São Leopoldo, através da Secretaria Municipal de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb), manteve serviços essenciais para a população. É o caso da limpeza pública, que envolve coleta de lixo domiciliar, coleta seletiva de material reciclável e remoção de resíduos extradomiciliares descartados de forma incorreta. Nessa semana, a Diretoria de Limpeza Pública apresentou um relatório com as ações executadas. Um dos pontos destacados é a redução de 18 focos de lixo, passando de 63 para 45. Cabe ressaltar que em janeiro de 2017 a cidade possuía 185 focos de lixo cadastrados pela fiscalização de limpeza pública.


Abandono
O prefeito Ary Vanazzi lembra que no início da sua atual gestão encontrou muitas dificuldades para recolher o lixo extradomiciliar que se acumulava pelas ruas da cidade. “A falta de política pública direcionada para combater este tipo de prática entre os anos de 2013 e 2016 contribuiu para o aumento do número de focos de descarte irregular. Até 2014, São Leopoldo tinha cinco ecopontos para a população levar os resíduos extradomiciliares e dar a destinação correta. Trabalhamos para reorganizar a coleta de lixo extradomiciliar e precisamos que a população tome consciência de sua responsabilidade com os resíduos e nos ajude na posterior fiscalização”, enfatizou o prefeito.


Conforme o titular da pasta, Sandro Lima, entulhos e lixos em locais inadequados provocam graves consequências. “Criamos uma nova legislação para a limpeza urbana e mantemos um cronograma de coleta, mas a conscientização da população é muito importante para a limpeza da cidade. São Leopoldo conta com equipes de coleta de lixo, varrição e capina. Temos feito grandes esforços nessa área”, apontou.


Redução dos focos de lixo irregular
Remoção de aproximadamente 38.934 m³ de resíduos sólidos extradomiciliares, vegetais, domiciliares e da construção civil e demolição descartados irregularmente em focos clandestinos. A quantidade é equivalente a 2.781 caminhões carregados com 14m³ de capacidade volumétrica.
Redução de 18 focos de lixo, passando de 63 para 45. Cabe ressaltar que em janeiro de 2017 a cidade possuía 185 focos de lixo cadastrados pela fiscalização de limpeza pública. Atualmente (dezembro 2020) existem 45 focos cadastrados, que são locais monitorados permanentemente, onde a prefeitura limpa e no mesmo dia volta a ser alvo de descarte irregular pela população.


Como medida de prevenção e controle, a SEMURB planeja executar a revitalização de alguns espaços públicos e realizar a ampliação do número de Ecopontos na cidade, incentivando o descarte consciente e melhorando a qualidade de vida de todos.


Coleta domiciliar de lixo
No ano de 2019, a Semurb coletou 46.631,03 toneladas de resíduo sólido urbano, através dos serviços de coleta domiciliar. No ano de 2020, até o fechamento do mês de novembro de 2020, o volume coletado tinha alcançado a marca de 43.117,84 de resíduo sólido urbano, através dos serviços de coleta domiciliar. Com base na média de 2019, estima-se fechar o ano de 2020 com quantidade similar ao ano anterior.


Coleta Seletiva de Resíduos Recicláveis
Em parceria com as cooperativas de catadores foram coletados mensalmente nas residências e áreas comerciais da cidade a quantidade aproximada de 347 toneladas, totalizando até novembro 3.817 toneladas.


Fiscalização
O Código Municipal de Limpeza Pública Urbana, proposto pela Prefeitura tem como objetivo a conscientização ambiental da população e a eliminação dos focos clandestinos de descarte irregular de resíduos sólidos. A multa é pela quantidade e pelo volume de resíduo descartado. Se é pessoa física ou jurídica também tem diferença podendo aumentar em caso de reincidência. O valor da multa também ficou específico de acordo com o tipo de resíduo descartado. O documento passou a vigorar em dezembro de 2019 e prevê, entre outras coisas, multa pelo descarte irregular e varia de R$ 195,50 à R$ 17.595,00, no caso da multa máxima de 4.500 UPMs.288 Notificações, para adoção de providências relacionadas a disposição irregular de resíduos sólidos ou comprovação de destino de resíduos sólidos pelo gerador.


Foram gerados 103, autos de infração, com lançamento de R$ 161.248,40 em multas por infração ao Novo Código Municipal de Limpeza Pública Urbana. Desses, 25% estão aguardando transcurso de prazo de defesa/recurso ou julgamento.


Ecopontos
São três espaços operando na cidade, nos bairros Duque de Caxias, Feitoria e Scharlau. Os locais servem para que a população possa descartar de forma correta resíduos extradomiciliares. Cada pessoa pode descartar até um metro cúbico por mês, após apresentar documento de identificação. Cabe ao cidadão a despesa com o transporte dos entulhos até os postos de coleta.


Em 2020, foram contabilizados 44.847 acessos de geradores/transportadores de resíduos sólidos até a primeira quinzena de dezembro.


Recebidos aproximadamente 44.002 m³ de resíduos sólidos, representando a quantidade de aproximadamente 3143 caminhões carregados com 14m³ de capacidade volumétrica.

 


[Fotos: Divulgação |Jornalista: Rodrigo Machado - MTb 14.433 |Scom/PMSL]

Editorias
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Av. Dom João Becker, 754. Centro. CEP: 93010-010. Fone: (51) 2200-0201
Horário de atendimento: 9h às 14h