Acessibilidade Contraste Mapa do Site

Notícias

São Leopoldo intensifica combate à dengue no 'Dia D'

02/03/2024

Compartilhe esse conteúdo:

Compartilhe:

Créditos: Luis Guilherme Zambrzycki

 

No sábado, 2 de março, a Prefeitura de São Leopoldo, através da Secretaria Municipal da Saúde (Semsad) realizou o “Dia D” de Combate à Dengue. 

 

Ao longo do dia, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Paim, Vicentina, Brás e Padre Orestes estiveram abertas para atender, prioritariamente, casos de dengue e a comunidade por livre demanda. A Farmácia Móvel também esteve à disposição em frente à UBS Vicentina.

 

A secretária da Saúde, Andréia Nunes, frisou a importância da participação de todos no combate contra a dengue. “Precisamos do auxílio de todos, pois em 75% dos casos o mosquito pica dentro de casa, na sua residência. Precisamos que todos olhem seus pátios, quintais, a procura de água parada, larvas do mosquito, e que usem água sanitária nos ralos. Houve um aumento na procura por nossas unidades, então aumentamos as equipes médicas e de enfermagem. É importante cuidar do seu espaço e combater esse mosquito, pois os casos aumentaram no Brasil e em São Leopoldo. Cada um fazendo sua parte, podemos reduzir os casos na cidade”, destacou.

 

A gerente da UBS Vicentina, Juliana Fernandes, explicou a importância do "Dia D" para colocar as demandas da população em dia. “A Vicentina é um dos bairros mais afetados pelos casos de dengue, estamos recebendo uma demanda muito grande de pacientes que precisam de cuidados para a dengue e suspeitas da doença. Este sábado é crucial para colocarmos em dia essas demandas que estão acumuladas, tanto de dengue quanto de outras questões de saúde que as pessoas acabam adiando para cuidar primeiro de outros sintomas. É importante que as pessoas venham no sábado e durante a semana, se tiverem alguma queixa ou suspeita de dengue, para fazermos o manejo correto da doença. A dengue tem afetado muitos pacientes no bairro e em outras áreas, sobrecarregando um pouco o serviço, por isso precisamos que as pessoas venham buscar atendimento”, disse Juliana.

 

São Leopoldo registra 701 casos da dengue, outros 392 são considerados suspeitos.

 

[Foto e texto: Luis Guilherme Zambrzycki - Estagiário de Jornalismo | Supervisão: Lisandro Lorenzoni - Jornalista MTb.12.480 | Scom/PMSL]

Compartilhe:

de

0

Leia notícias relacionadas